Contact Us

Use the form on the right to contact us.

 

Name *
Name
http://
           

123 Street Avenue, City Town, 99999

(123) 555-6789

email@address.com

 

You can set your address, phone number, email and site description in the settings tab.
Link to read me page with more information.

Blog

Ferreirinha-alpina

Hugo de Sousa

É final de Novembro... Normalmente por esta altura desloco-me à Serra da Estrela para aproveitar as cores de Outono, que pintam os bosques de tons quentes.

Desta feita, o objectivo é outro. Encontro-me com o João Cosme em Seia, e arrancamos em sentido à Torre, na esperança de encontrar Melro-de-colar, Gralha-de-bico-vermelho, espécies que têm tido observações regulares nos últimos dias, para além de Ferreirinhas-alpina. 

Vamos subindo, e quando atingimos a Lagoa Comprida, continuamos o trajecto de forma mais pausada para nos apercebermos dos bandos... Sem sinal de qualquer uma das duas primeiras espécies referidas. Chegados à Torre, temos bandos que saltitam de um lado para o outro à procura de alimento. Um pequeno grupo de 5 Ferreirinhas-alpina capta-nos o olhar, saltando entre a vegetação coberta de geada.

Revelam-se indivíduos bastante cooperantes... Conseguimos aproximar-nos de tal forma, que deixei de conseguir focar, e quando conseguia, na composição tinha apenas parte da ave. Tento assim imagens em que posso evidenciar melhor o olho, as penas e as suas tonalidades sobre fundos brancos.

São aves que julgamos à princípio mais comuns no que toca à sua plumagem, sem grandes exuberâncias... Mas quando nos aproximamos e nos apercebemos dos pormenores, vemos que se trata de uma bela ave, com a sua garganta listrada e as barras alares brancas.

A manhã vai aquecendo e a geada derrete... De tons brancos no solo, aparecem os amarelos da vegetação seca depois de um Verão e Outono sem chuva. 

Passado algum tempo, decidimos voltar a procurar os bandos de Gralha-de-bico-vermelho e Melro-de-colar. Voltamos a fazer o trajecto delineado, mas em sentido contrário... Somos então agraciados com a presença de um bando de Gralhas-de-bico-vermelho. Infelizmente, menos cooperantes e mais tímidas, afastam-se sempre que nos aproximamos, e não consigo nenhuma imagem que mereça destaque no blog. Para além disso não há sinal dos Melros-de-colar, e voltamos à Torre para mais algumas imagens das Ferreirinhas-alpina.

Desta vez, tento composições mais distantes e diferentes do que já tinha feito anteriormente.

Das três espécies, foram assim observadas e fotografadas apenas as Ferreirinhas-alpina com sucesso, e as Gralhas-de-bico-vermelho em formato de registo.

 

Boas festas ;) 
Hugo de Sousa